Estação Cultural será inaugurada no Terminal de Transporte Urbano de Foz
Foto: Prefeitura de Foz

Estação Cultural será inaugurada no Terminal de Transporte Urbano de Foz

A Prefeitura de Foz do Iguaçu vai inaugurar, nesta quinta-feira, 02, às 10 horas, o Espaço Cultural, no Terminal de Transporte Coletivo Pedro Antonio de Nadai, na Avenida JK. A cerimônia contará com a presença do prefeito Chico Brasileiro e secretários do município.
A sala, cedida pelo Foztrans, funcionará como uma extensão da Fundação Cultural e como ponto de apoio do Roda-Livro, o projeto que incentiva a leitura entre os moradores através do empréstimo de livros disponíveis nos ônibus do transporte coletivo.
“O Espaço Cultural será um braço da Fundação, que também servirá para gerenciar o projeto Roda Livro. Pretendemos realizar atrações artísticas, a exemplo de intervenções musicais, de teatro, dança, entre outras”, explicou o diretor presidente da Fundação Cultural Juca Rodrigues.
A inauguração do Espaço Cultural também marca a retomada do Projeto Roda-Livro, uma experiência literária que pretende instigar a leitura entre os milhares de passageiros do transporte coletivo.
Desenvolvido pela Fundação Cultural em parceria com a Secretaria Municipal da Educação (SMED) e com o Foztrans, o Roda-Livro vai disponibilizar centenas de exemplares nos ônibus do transporte coletivo, difundindo a leitura e a literatura por todos os cantos da cidade. Com isso, os passageiros poderão ler durante o percurso, emprestar e trocar livros.
Cada suporte do Roda-livro conterá nove obras. Os usuários poderão ler durante o trajeto e também levar o livro para casa e depois devolver, perpetuando o ciclo da leitura. Os moradores poderão doar livros e colocá-los no suporte ou levar as doações até o Espaço Cultural.
“O Roda-livro é uma ação dentro do Programa do Livro, Leitura e Literatura e da Biblioteca, de tornar a leitura um hábito inserido no cotidiano dos cidadãos. Ele inicia uma relação cheia de significados para a comunidade. Ao dar visibilidade e tornar o livro acessível, além de experimentar o prazer da leitura, ele exercita a solidariedade, a troca, o compartilhamento de um dos maiores patrimônios da humanidade: a literatura e o conhecimento”, completou a diretora de cultura, Vera Vieira.

Deixe uma resposta

Fechar Menu